domingo, 17 de maio de 2009

Momentos... Por Jenfte Alencar

video

Dias passam... Meses vem... Horas se vão... E eu aqui! Pensando... Falando... Sonhando... Vivendo ilusões... Até quando? Até acordar?! Agora, acordar de quê? Da vida? Não. Se for apenas para viver essas ficções... Não quero. Espero poder um dia sair desse mundo e viver em... Sei lá! É tão difícil se adaptar com os problemas que esse mundo... Que eu enfrento, às vezes. Quero mesmo é estar sonhando. Não estou fugindo, estou apenas querendo mudar. Todos mudam, se transformam, basta apenas um simples pretexto. Não quero mais olhar para o que passou. Quero olhar para o que está passando bem na minha frente. Agora quero jogar todos os planos que tenho para o ar e descobrir o que vai acontecer. Seria capaz de fazer isso? Mas é o bastante? Bastante para que eu mude. Vejo apenas o que eu quero, escuto apenas o que me dá vontade, falo o que quiser e para quem quiser. Pare! A quem estou querendo enganar? EU?! Que besteira, quem falou que eu sou assim. Eu só faço o que os outros querem que eu faça. Parece que sou um robô que só obedece ordens e mais ordens. Quem irá me guiar dessa vez? Será que vai ser o dia, à noite, o céu, a lua, as estrelas... Quem vai decidir o que vou fazer? Dessa vez vai ser diferente. Chega disso! Estou cansado. Cansado de viver uma vida que não é minha, agora quero viver a minha vida e fazer com que ela realmente tenha valor, um valor que todos enxerguem de longe... Não vou mais aceitar a vida como ela quer que eu aceite, vou criar a minha própria. Sem regras e limites. E nada vai me impedir. Agora quero ficar perto de quem gosto e esquecer o mundo que, aliás, ele já me esqueceu e não percebi. Não vou mais proteger o teu nome. Vou gritar para os céus e os deuses vão me ouvir. O que quero fazer tem que ser diferente dos outros... Único... Apenas único e verdadeiro...

sábado, 2 de maio de 2009

História da Música


"História da Música é estudo das origens e evolução da Música ao longo do tempo. Como disciplina histórica insere-se na história da arte e no estudo da evolução cultural dos povos. Como disciplina musical, normalmente é uma divisão da musicologia e da teoria musical. Seu estudo, como qualquer área da história, é trabalho dos historiadores, porém também é freqüentemente realizado pelos musicólogos. Em 1957 Marius Schneider escreveu: “Até poucas décadas atrás o termo ‘história da música’ significava meramente a história da música erudita européia. Foi apenas gradualmente que o escopo da música foi estendido para incluir a fundação indispensável da música não européia e finalmente da música pré-histórica." Há, portanto, tantas histórias da música quanto há culturas no mundo e todas as suas vertentes têm desdobramentos e subdivisões. Podemos assim falar da história da música do ocidente, mas também podemos desdobrá-la na história da música erudita do ocidente, história da música popular do ocidente, história da música do Brasil, história do samba, e assim sucessivamente."
A História da música e a etnologia
"Uma das razões do conceito difundido de que história da música refere-se apenas à música ocidental é a grande quantidade de obras existentes que tratam apenas desta vertente e predominaram por muitos séculos. Apenas após o surgimento da etnomusicologia (uma área da etnologia), foi que as origens da música não européia passaram a ser mais bem documentadas. Nos estudos da música primitiva que tentam relacionar a música às culturas que as envolvem, há duas abordagens prevalecentes: a Kulturkreis da "Escola de Berlim" e a tradição norte americana da área cultural. Entre os adeptos da Kulturkreis está Curt Sachs, que analisou a distribuição de instrumentos culturais de acordo com os círculos culturais estudados por Gräbner, Schmidt, Ankermann e Preuss, entre outros, e descobriu que as distribuições coincidiam e estavam correlacionadas. De acordo com esta teoria, todas as culturas passam pelos mesmos estágios e as diferenças culturais indicam a idade e velocidade de desenvolvimento de uma dada cultura."

Retirado do Site : Wikipédia
Saiba mais

A Barca


Nessa semana, apesar de toda a correria para finaliza o restaurante da Casa Grande, eu tive um tempinho e assisti um DVD “A Barca”, que são vários documentários, com diversas culturas e tradições e ainda as musica que são produzidas nessas aldeias, digo assim. A mistura de cores e sons é um verdadeiro espetáculo, só mesmo você vendo para saber do que se trata, não adianta eu contar, mais sim você assistir. Esse DVD eu assisti junto com os meninos da casa grande e André Magalhães, que passou o mês de Abril para que dar inicio a um projeto muito legal, que em breve vocês vão saber do que se trata, sem esquecer de Renata Amaral que também veio passa um semana com a gente. Ele estará de volta em daqui a um ou dois meses para que possamos finalizar o projeto e para que a gente conviva, aprenda e ensine, vai super lega!


Saiba Mais em:

sexta-feira, 1 de maio de 2009

O Amor... - Por Jenfte Alencar

Há o amor... Como é bom vive-lo. Senti-lo. Saber que ele corre intensamente por minhas veias, que me faz reviver das mais terríveis dores que ao longo desse tempo já passei. Um sentimento cheio de surpresas, que nunca nenhum ser vai desvendar por inteiro. Uma sensação pura, onde dois corpos, dois seres se entregam inteiramente de corpo e alma com um único propósito, ser feliz... Nascer de novo. Não sei como explicar, mais sei como senti-lo, ao menos é o que penso... É o que sei, porém acho que não sei! Nesse momento me pergunto por que o amor tem que ser tão complica e ao mesmo tempo tão fácil e singelo? E quando se ganha um amor o que fazer? Se integrar? Sim! É o que quero fazer... É o que vou fazer! Não existe hora certa, existe tempo certo e esse é o tempo. O tempo de ser eu, de viver o eu, de acreditar nos sentimento de alguém. Acredito que o sorriso vem junto com o amor, já que isso era uma coisa que há muito tempo não fazia, sorrir pra vida. Consigo ele ainda carrega das suas viagens uma mala cheia de... de... Felicidade, esperança, carinho e é claro o AMOR. Hoje finalmente a paixão chega e bate na minha porta, ou melhor, o meu coração, na janela da minha alma e me toca no canto mais profundo e sensível que ar dentro de mim. Sem saber o que fazer e como agir, fez o medo me dominar. Esperar?! Isso foi o que fiz, mais não sei se foi o certo. Estava tão confuso, em duvida do que realmente eu queria. Foi aí que veio o medo e me dominou... Possuiu-me, fez de mim seu escravo, mais finalmente me libertei e graças à paixão que cresceu e cresce dentro de mim. O amor é algo tão difícil de descrever que só eu sei o que estou passando e vivendo agora. Que só quem sentir é quem pode defini-lo, é um momento mágico e especial, nunca tinha sentido tamanho sentimento, essa é uma daquelas histórias que levaria comigo por toda a vida e além dela também...